Os 10 Melhores Desenhos de Tex Avery da década de 50 – Parte II

Taí. A última parte da curadoria com os  melhores curtas ever do rei dos desenhos Tex Avery.

Depois dos primórdios na Warner nos anos 1930, e dos primeiros trabalhos na MGM nos 1940, o talento criativo de Tex atingiu o ápice na década de 1950; quando seu humor,  timing e alto grau de insanidade passaram a formar  uma harmonia tal jamais sonhada por Walt Disney ( o outro rei dos desenhos ), cujo foco era o realismo e romantismo.

O Tex pregava o oposto. Exaltava o mundano, o comezinho, o humano, demasiado humano, no qual o exemplo extremo é The Cuckoo Clock;  angústia existencialista com  abertura no estilo gótico e narração a la Edgar Allan Poe. E a uma pergunta: será  que um personagem de desenho animado realmente morreu ? ( vale lembrar que estamos falando em 50 anos antes de South Park ).

Mas do que eu falava mesmo ? Ah, sim… da lista. Segue abaixo. Em ordem de produção, claro. Porque escolher só dez já é difícil o suficiente. Apresentá-los em ordem de preferência então, seria tortura maior que assistir Bambi cinco vezes em seguida.

 

1.VENTRILOQUIST CAT – 1950

 

2.THE CUCKOO CLOCK – 1950

 

3. SYMPHONY IN SLANG – 1951

 

4. MAGICAL MAESTRO- 1952

 

5. DRAG ALONG DROOPY- 1954

 6.FIELD AND SCREAM- 1955

 

7.CELLBOUND – 1955

 

Depois de trabalhar  na Warner ( 1936  – a 1941 ) e na MGM ( 1942 – a 1955 ), Tex recebeu uma oferta ( extremamente lucrativa ) de Water Lantz, o diretor do Pica Pau, para encabeçar seu estúdio, dirigir o Picolino ( Chilly Willy ). E ele foi.

 

8.THE LEGEND OF THE ROCABYE POINT – 1955

 

9. SH-H-H-H-H-H-H – 1955

 

10.CRAZY MIXED UP PUP – 1954

Esses três, mais I’m cold, foram os quatro únicos desenhos que Tex faria para a Walter Lantz.  Depois disso, ele foi trabalhar no estúdio de seus velhos bróders William Hanna e Joseph Barbera, com os personagens que ele mesmo criou, o Rato da Cavernas e Koala Bala.

Logo menos tem mais

Comentários