5 Heróis que Inspiraram a Criação do Batman

Batman antigão

Nenhuma criação nasce exclusivamente da cabeça de seu criador ( nem o Batman ). Ela também é fruto da sociedade da sua época. E sem dúvida, influenciada por algo semelhante, que veio anteriormente.

Criado em 1938, o foderoso detetive é resultado da depressão econômica, preocupação com a violência urbana e da cumplicidade do governo com a mesma.

Depois que o álcool foi banido nos EUA, em 1920, apareceram as máfias ( para espanto dos patetas de Washington, que acreditam ser possível acabar com as drogas canetando alguma coisa ). As pessoas continuaram bebendo, clandestinamente, servidas por criminosos, sob os olhares complacentes da polícia. Qualquer semelhança com os morros do Rio não é mera coincidência.

E como nós humanos sempre preferimos atacar problemas emocionais à distância, ao invés de diretamente, criamos os heróis. Foi nessa época, nas revistas pulp, que apareceu a primeira leva de justiceiros mascarados,  que depois serviriam de influência para uma segunda leva, os super heróis, no geral, e para que Bob Kane criasse o Batman, em particular.

 

1. O FANTASMA – criado por Lee Falk, em 1936

Fantasma

O Fantasma foi o primeiro super herói, no sentido de máscaras, super poderes e ceroulas por cima das calças. Bob Kane achou a novidade tão divertida que decidiu fazer igual, só que em forma de morcego.

O Primeiro Batman

Concept do primeiro Batman de Bob Kane, em recriação feita pelo artista Arlen Schumer.

O parça ( e co criador do Batman ) Bill Finger viu o desenho e deu a letra:
” Aê, Bob… põe um capuz com capa e umas orelhas nisso aí, pra deixar misterioso… e também deixa os olhos tudo branco, igual nao Fantasma
E o Bob foi e fez. E então fez-se o Morcego.

 

 

2. O Sombra – criado por  Walter B. Gibson, em 1931

O Sombra 02

Esse herói tão…er…sombrio nasceu nas revistas pulp, e ao invés dos quadrinhos, pulou direto para o rádio, a internet da época, onde virou estrela. De dia, ele é um ricaço tirando onda pela city. Mas de noite, ele veste preto e sai à cata de bandidos que tremem na base só de ouvir seu nome. Empregando técnicas e habilidades de combate adquiridas em treinamentos exóticos mundo afora, ele cuida dos casos que a polícia não alcança.

É quase como se o Bruce tivesse dado um  copy + paste no currículo.

 

 

3. Dick Tracy – criado por Chester Gould, em 1931

Apesar dos poderes e aparatos, um herói nada vale se não tiver vilões contra os quais aplicá-los. Muita da popularidade absurda do Morcego pode ser atribuída à sua canhestra galeria de vilões. Hoje, já estamos tão acostumados que não nos damos mais conta da insânia, mas pense bem: um palhaço, um bufão com guarda chuva, um charadista, uma gostosona toda em lycra que vive se lambendo, etc.

Dick Tracy tinha galeria muito parecida, em bizarrice. É inegável que tenha servido de influência a Bill Finger  na criação da galeria dos bandidos do Morcego.

Dick Tracy's villains gallery 03

Dick Tracy's villains gallery 04

A cabulosa galeria de vilões de Dick Tracy. 

 

 

4. O Zorro – criado em 1919, por Johnston McCulley

A parada é controversa. O próprio Bob Kane disse em uma entrevista em 1965 que o filme The Mark of Zorro, de 1920, fora uma grande influência na criação do Batman. Só que não, pois o primeiro Zorro não era uma criatura da noite, não usava preto e não era milionário. Também não tinha personalidade sombria. Ao contrário. Era um tirador de onda que se assemelhava muito mais ao Homem Aranha.
Mas então por que Bob Kane disse isso ?
Acontece que Kane era conhecido por falar demais. Era acusado, inclusive, de levar créditos por desenhos que não fizera. Mas isso são outros quinhentos. O que não são é que, nessa questão do Zorro, o Bob comeu bola:

The mark of Zorro 02

O primeiro Zorro não tinha nada a ver com o Batman. Bob Kane se confundiu de versão. Porra, Bob!

O Frank Miller leu a entrevista e prestou a homenagem ao Zorro em Cavaleiro das Trevas. E todo mundo que veio depois fez o mesmo. E hoje, para todos os efeitos, o Zorro foi o filme que o pequeno Bruce assistiu na noite em que seus pais forem assassinados, tornando-se assim parte da história do Batman. Se não fora, ao menos dentro dos quadrinhos.

E faz sentido:  Bruce ficou tão tocado pelo filme que na hora de se encapuzar e sair espancando criminosso Gotham afora ( e os marcando como gado, como faz em  Batman vs Superman ), se inspirou nos altos ideias de justiça de Don Diego.

É como dizem, se a versão é melhor que os fatos, jogue os fatos fora. Assim sendo, figuramos o Zorra nesta lista.

 

 

5. DOC SAVAGE – criado por Henry W. Ralston, John L. Nanovic e Lester Dent, entre as décadas de 1930 e 1940

Doc Savage

Conhecido como o Homem de Bronze, tinha super poderes, uma fortaleza no ártico e seu verdadeiro nome era Clark Savage. Isso mesmo. CLARK.

Não, pera…

Ok.  Doc Savage tenha foi influência maior para outro Super Herói. Mas ele também era mestre em artes marciais, homem de negócios e cientista forense, faculdades claramente pertencentes ao Batman.
Em suma, Bruce deve muito de sua existência ao Clark.
Savage, não Kent.

Houve outras influências: os estudos de Leonardo da Vinci para sua máquina voadora, Drácula, Flash Gordon e um filme chamado The Bat Whispers. Dentre todos, destaco a influência dos dois últimos. Primeiro, a capa de Detective Comics 27 ( a primeira aparição do Batman ), retirada diretamente de um desenho feito por Alex Raymond para o Flash Gordon.

Eis a capa:

Detective Comics 27

E a comparação com o desenho de Raymond:

Flash Gordon_Batman

Por fim, as cenas do filme ( em montagem feita pela galera do site Dial B for Blog ). Como imagens valem mais do que palavras, nada direi:

the bat whispers 01

Logo menos tem mais

Comentários

Mondovazio Recomenda