Malditos Franceses

Quando muito jovem, uma gringa ( francesa ) me falou: a França é a segunda pátria de qualquer pessoa civilizada. Ela quis dizer qualquer pessoa não francesa, claro. Achei esnobe fiquei puto e saí fora.

Hoje, meio jovem, e familiarizado com o país, língua e cultura, entendo. Os fanceses têm um apreço especial por tudo o que fazem. Pode ser um filme, um sanduíche, uma calçada; tem que ser agradável aos sentidos. O que tem todo cabimento, pois se cá havemos de ficar até o bater de nossas botas, por que não fazê-lo da maneira mais prazerosa possível ?

E eis que, um dia, esses tais franceses, munidos de sua filosofia de vida e cultura e séculos de civilização, decidiram entrar no mercado de animação, tirando suspiros de toda a gente, e despertando a inveja dos animadores do mundo. Segue uma galeria com uma amostra do que esse povo tão amado/odiado tem oferecido aos nossos sentidos nos últimos anos:

PARA VER GALERIA CLIQUE  SOBRE  A IMAGEM ABAIXO

Malditos Franceses

 

Os filmes em questão foram todos produzidos por alunos da escola de animação Gobelins. Alguns, vinhetas para o festival de Annecy. Outros, histórias. Todos, incríveis. Ou como ridia um amigo, são bons de dar raiva. Antes de praguejar: Malditos Franceses

Bon voyage

L

Comentários