Um Olhar de Animador

1647
9

Visões de mundo variam entre culturas, credos e vários outros temas, dentre os quais considero “profissões” um dos mais interessantes.

É fácil perceber as distâncias de visão entre judeus e mulçumanos ( apesar das convergências), ou entre japas e esquimós. Mas a quem de nós ocorre imaginar as diferenças de visão de mundo entre um jogador de boliche e um adestrador de golfinhos ?

Como roteirista de animação ( e às vezes, storyboarder e também animador), enxergo o mundo em 24 quadros por segundo me atentando a detalhes impossíveis ao olhar convencional. Ontém, enquanto assistia ao grande roubo de cofres de porquinho pela milésima vez, e pirando nos smears de mr. Bob Clampett, expressei em interjeição; “uau, que ducacete”, ao que minha esposa secundou ” do que diabos você fala ?”

Expliquei-lhe sobre o smear; um quadro distorcido que existe entre uma pose de animação e outra. Tentei mostra-lhe várias vezes.
– Olha lá. Viu ?
– O que, criatura?
– O smear. Olha lá de novo ?
– Olha lá de novo o quê ?

Foi quando percebi o óbvio. Ver smear é coisa de animador. Então tive a ideia desse post: uma compilação de smears para serem admirados. Tanto por colegas animadores quanto aos outros com profissões e visões totalmente diferentes.

Hare Trigger, 1945, dirigido por Friz Freleng

Dover Boys, 1942, dirigido por Chuck Jones

Dover Boys, 1942, dirigido por Chuck Jones

As imagens acima foram retiradas do site abaixo:
Colorful Animation Expressions

Outro site com boas imagens de smears:
animationsmears.tumblr.com

Será que só minha esposa não consegue ver smears?  Acho que não. O que me leva a crer é que ela me disse que o problema do Patolino é que ele sofre de uma ansiedade monstro. Coisa que eu nunca tinha notado. Isso me deu a ideia de perguntar a opinião de outros psicanalistas sobre vários personagens . eles geralmente têm visões interessantes.

 

Por hoje é só pessoal

 

Comentários